novo

2ª Mostra Bienal CAIXA de Novos Artistas



Exposição itinerante com obras de 30 artistas de vários estados vai circular por todas as unidades da CAIXA Cultural

Depois do sucesso da edição de 2015/2016, a CAIXA Econômica Federal orgulhosamente apresenta a segunda Mostra Bienal CAIXA de Novos Artistas. A exposição, que reúne trabalhos de 30 novos talentos das artes visuais de todo o Brasil, aporta primeiro na CAIXA Cultural Rio de Janeiro, onde fica em cartaz de 30 de maio a 23 de julho de 2017. A curadoria é de Liliana Fiuza Magalhães.

Durante quase dois meses, os cariocas terão a oportunidade de apreciar, em primeira mão, 37 obras de artistas contemporâneos provenientes de 12 estados brasileiros: Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Os trabalhos que integram a exposição contemplam diversos suportes, de desenhos a esculturas, passando por fotografias, gravuras, instalações, intervenções, pinturas e vídeo.

O conceito curatorial desta edição gira em torno da configuração das relações urbanas no momento atual. De modo a concretizar essa abordagem, a curadoria priorizou trabalhos que apresentassem qualidades artísticas resultantes da experimentação e da força poética visual. Assim, não só a potência do assunto de cada trabalho, mas também a contundência da abordagem dos diferentes artistas determinou a escolha dos nomes presentes na exposição.

As obras apresentadas na mostra têm um potente diálogo contemporâneo e revelam um panorama das linguagens e propostas de uma emergente geração das artes visuais. Suas narrativas revelam o artista como um ator social crítico, pleno de cidadania, que se expõe e nos projeta para as complexas relações que se dão nas grandes cidades”, explica a curadora Liliana Magalhães. “As questões de gênero, raça, consumo, política, ética, meio ambiente e afirmação de direitos humanos e civis aparecem como uma síntese do agudo momento de transformação que vivemos”, enumera.

Os participantes da coletiva tiveram seus trabalhos selecionados em duas etapas: primeiro, por uma comissão de seleção; e, finalmente, pela curadora. Foram 616 artistas concorrendo com 1.414 obras inscritas. Seguindo o regulamento, foram escolhidos nomes que ainda não exibiram trabalhos em exposição individual, colocando em prática mais uma iniciativa da instituição em divulgar novos artistas. “É uma grande oportunidade de visibilidade para os artistas que estão em início de carreira que apresentam trabalhos com originalidade, experimentação, inovação, conceito e contemporaneidade”, comenta o diretor executivo de Marketing e Comunicação da CAIXA, Mário Ferreira Neto.

Após a temporada no Rio, ainda em 2017, a exposição visitará São Paulo e Brasília. Ao longo de 2018, a mostra circulará por todas as outras unidades da CAIXA Cultural: Fortaleza, Recife, Salvador, Curitiba.

Serviço:

Mostra Bienal CAIXA de Novos Artistas

Entrada Franca

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Galeria 4

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro – (Metrô e VLT: Estação Carioca)

Telefone: (21) 3980-3815  

Abertura: 30 de maio (terça-feira), às 19h

Visitação: de 30 de maio a 23 de julho de 2017

Horários: de terça-feira a domingo, das 10h às 21h

Classificação indicativa: Livre

Acesso para pessoas com deficiência

Biografia dos artistas

Adriano Catenzaro (PR)

Adriano Catenzaro nasceu em 1979, em Curitiba, onde vive e trabalha. Formado em design gráfico e de embalagens, produz obras que exploram a colagem manual de recortes de papéis. Selecionado para o 5º Salão de Outono da América Latina e 24º Salão Curitibano de Artes Visuais, também foi premiado no IV Prêmio a La Ilustración Latinoamericana Diseño en Palermo.

Obra

Sistemas II – Tríptico, 2015
Colagem – papel
35 x 30 cm – cada.

Alessandra Buffe (SP)

Formada em Artes Plásticas (FAAP) e Desenho Industrial (USP), Alessandra Buffe participou de exposições como Diálogos de Atelier – Gravurar (Santos, 2017); 4º SOAL – Salão de Outono da América Latina (SP, 2016);  Surrealismo Tenerife – Círculo de Bellas Artes de Tenerife (Espanha, 2015); escultura Árvore (2013) e  escultura Ciclo (2014), no Cemitério Memorial Parque das Cerejeiras – SP.

Obra

Passageiros, 2015

Instalação – papel Hahnemühle, nanquim, extrato de nogueira, lápis de cor, grafite, crayon, carvão, aquarela, esferográfica, canetinha, linha de costura, tule, tubo de alumínio
250 x 144  cm

Ana Kawajiri (PR)

Ana Kawajiri é brasileira, nascida em Curitiba, Paraná. É artista plástica, historiadora da Arte e museóloga. Desde 2014 reside em Brasília, Distrito Federal. Cursou Pintura na Escola de Música e Belas Artes em Curitiba-PR e História da Arte e Museologia na Écoledu Louvre em Paris, França. Realiza trabalhos em pintura, desenho, colagem, fotografia, bordado e arte-objeto.

Obra

Série Indicadores :: tempo/espaço :: Sub-série Museu Nacional 5 (Políptico), 2015
Instalação – fotografia de performance, tinta acrílica

150 x 70 cm

Andrea Vasconcelos (ES)

Andréa Vasconcelos nasceu em 1964, em Linhares (ES). Vive e trabalha em Belo Horizonte, MG. Graduou-se em Artes Visuais pela Escola Guignard UEMG com habilitação em pintura em 2015. Frequenta o Grupo de Estudos de Pintura Contemporânea no Ateliê Alan Fontes. Além disso, realizou residência artística no Ateliê de Pintura Steve Tyerman, na Austrália, nos anos de 2015 e 2016.

Obra

Sobre locais de consumo nº 2, 2016
Pintura – tela de algodão, tinta óleo
150 x 120 cm

Cátia Lantyer (BA)

Baiana de Dias D’ávila e residente em Salvador, Cátia Lantyer é mestranda no Programa de Pós-Graduação em Literatura e Cultura da Universidade Federal da Bahia. Participou do Circuito das Artes 2014, com o ensaio fotográfico “A urbis e a imagem”. Artista selecionada pelo projeto Mapa da Palavra, da FUNCEB, em 2016, fez parte de mesa redonda na Feira Literária de Cachoeira.

Obra

Cidades provisórias, 2014
Fotografia
50 x 70 cm | 70 x 40 cm | 60 x 70 cm

Cecília Urioste (PE)

Cecília Urioste nasceu em Recife em 1980, onde reside atualmente. Morou em Madrid em 2007, onde cursou o Master em Fotografia de Arte na EFTI. Participação na exposição coletiva Encontros de Agosto, no Centro Cultural Dragão do Mar (Fortaleza-CE), em 2016; selecionada pelo Funcultura para desenvolvimento da pesquisa artística – Recife, 2016.

Obra

Pondera dor, 2015
Objeto – papel Canson, feltro, linha de algodão, cola e sangue
21.5 x 16 x 1.5 cm

Obra

Não é sentir, 2014
Video – duração 1min, 44s

34 x 51 cm

Denise Silveira (RJ)

Carioca, Denise Silveira formou-se em Design na UFRJ, onde seu desejo pelas artes plásticas foi despertado. Anos depois, retomou a antiga paixão e iniciou seus estudos na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Na EAV, produziu uma série de experimentos com texturas diversas, dentre elas Nuvem, que integrará sua primeira exposição.

Obra

Nuvem, 2016
Gravura
32 x 42 cm

Elaine Stankiewich (PR)

Elaine Stankiewich é artista visual e designer. Nascida em Francisco Beltrão, em 1979, vive em Curitiba. Bacharel em Gravura e pós-graduada em Poéticas Visuais, na EMPAP-PR. Participou de mostras como Novas Poéticas RJ (2016); Arte na Fábrika, Curitiba (2016); 24º Salão Curitibano de Artes Visuais (2016); e o Núcleo de Artes Visuais SESI-PR (2015).

Obra

Falésias IIl , 2105

Litogravura – a partir de fotografia impressa
45,5 x 40,5 cm – cada

Felipe Seixas (SP)

Felipe Seixas (São Bernardo do Campo, 1989) vive e trabalha em São Paulo, onde se graduou em Design Digital pela Universidade Anhanguera. Entre suas principais exposições estão a sua primeira individual, ‘(I)matérico presente’, além de participação na 1° Bienal de Arte Contemporânea Sesc DF. Em 2015, recebeu a Menção Especial no 22° Salão de Artes Plásticas de Praia Grande.

Obra

Expansão, 2015

Escultura – “Concreto, concreto pigmentado e carvão”
30 x 160 x 80 cm

Fernando Bueno (GO)

Artista autodidata, astrônomo, fotógrafo e músico, Fernando Bueno nasceu em Guarulhos (SP) e atualmente reside em Goiânia (GO). Atualmente cursando Administração de Empresas, foi convidado para expor seus trabalhos em Londres, na Brick Lane Gallery (15 de julho de 2015) e em Florença (20 de julho de 2015).

Obra

India Wiranu Tembe, 2015

Desenho – papel Canson, lápis, grafite
59,4 x 42 cm

Guilherme Malaquias (BA)

Nascido e criado em Salvador/Bahia, é formado em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Salvador. Participa de projetos sociais realizados em algumas comunidades da capital baiana, em ações voluntárias. Integrou exposições coletivas, com mais destaque para as realizadas pela rede social Instagram. A partir daí, foi convidado para exposições em Brasília, São Paulo e Colômbia.

Obra

Fragmento Projeto: Cidade Gamboa A Estética da Ginga, 2014

Fotografia digital
38 x 57 cm

Obra

Rizoma Projeto: Cidade Gamboa A Estética da Ginga, 2014

Fotografia digital
38 x 57 cm

Jefferson Medeiros (RJ)

Nascido e criado em São Gonçalo (RJ), onde reside atualmente. Tem Licenciatura em História e Pós-Graduação em Ensino de Histórias e Culturas Africanas e Afro-brasileiras.

Obra

Ìyá, 2016

Escultura – polipropileno, MDF, metais, algodão, flor, tinta acrílica e spray
53 x 40 x 25 cm

Obra

Gênesis, 2016

Assemblage – tela, tinta acrílica, página de livro, cartucho de munição, cola branca e adesivo Araldite
50 x 50 x 4 cm

Joana Bueno (RJ)

Joana Bueno nasceu no Rio de Janeiro em 1982, cidade onde vive e trabalha. Começou a estudar artes no ano de 2000, em cursos livres de desenho, pintura e teoria da arte na EAV do Parque Lage. Possui curso superior em Artes e Indumentária. Inicia sua carreira como figurinista no teatro e cinema e depois como diretora de arte, atuando por quatro anos como carnavalesca.

Obra

Presente, 2015

Fotografia
44 x 62cm

Obra

O corte Uma intervenção no corpo, 2016

Vídeo duração 1:21 min
44 x 73 cm

João Paulo Racy (RJ)

João Paulo Racy é artista e diretor de fotografia. Nasceu em 1981, no Rio de Janeiro, e atualmente vive e trabalha entre Rio e São Paulo. Foi contemplado com o prêmio Aquisição no 42º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto (SP) e no 15º Salão de Artes de Jataí (GO). Participou de exposições no Brasil, Alemanha, Espanha e Argentina.

Obra

Vias, 2016

Video – duração 5 min

200 x 300 cm

José Viana (PA)

Nascido em 1988, em Belém (PA), é graduado em Comunicação Social e estudou Artes Visuais no Instituto Nacional del Arte, em Buenos Aires (Argentina). Recebeu Prêmio Arte Monumento Brasil 2016, com a obra Ímpeto; selecionado para Temporada de Projetos / Paço das Artes 2016 como Raio Verde, duo com Camila Fialho, com a obra 330 (ou sobre uma única viagem).

Obra

S11D (ou Projeto para salvaguardar pedras), 2104/2016
Instalação – conjunto de pedras com alta concentração de ferro extraídas da Floresta Nacional de Carajás, estéril e fotografias

30 x 200 x 200 cm

José de Arimatéa (PI)

Natural de Pedro II, Piauí, onde vive e atua até hoje, José de Arimatéa é formado em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Piauí, e atua como arte-educador. Participou de exposições coletivas e salões, sendo premiado duas vezes no Salão de Artes Plásticas de Teresina, na categoria Desenho (2011 e 2012).

Obra

Cavalo III (Hrimfaxi), 2014

Desenho – nanquim, papel Arches
75 x 38 cm

Julie Brasil (RJ)

Julie Brasil nasceu na Guatemala, viveu em São Francisco, São Paulo e mora no Rio de Janeiro. É bacharel em pintura, mestre em Artes Visuais e atualmente é doutoranda em Imagem e Cultura pela UFRJ. Seu trabalho gravita entre os temas trauma, política, consumo e ironia. Participou de coletivas no Festival de Vídeos de Kassel, IBEU, SESC, Centro de Arte Hélio Oiticica, MUBE e Furnas.

Obra

Ninguém viu (da série Ninguém viu), 2017

Intervenção – calotas de argila com 95 mm de diâmetro, tinta acrílica

474 cm x 109 cm

Karine de Lima (DF)

Nascida em Belo Horizonte, atuou na área de meio ambiente por mais de dez anos. Após graduar em artes visuais na UFMG, mudou-se para Brasília, onde vive e trabalha. Desde 2016 se dedica à produção artística, na qual aborda experiências humanas em relação à natureza e ao espaço.

Obra

(Des)cursos, 2016

Video 7:25 min

130 x 130 cm

Leonardo Savaris (RS)

Leonardo Savaris é natural de Caxias do Sul/RS, começou a fotografar em 2011 e, no ano seguinte, ingressou na faculdade de fotografia (Unisinos). Desde então atua como freelancer e vem aprimorando seu trabalho, merecendo destaque em publicações, exposições coletivas e concursos especializados. Destacam-se: Carta das Laranjeiras (BA), Paraty em Foco (RJ), Ateliê da Imagem (RJ), Mosaicografia (RS) e Galeria Bolsa de Arte (RS).

Obra

Solidão Urbana 1, 2014

Fotografia – impressão sobre papel Hahnemuhle Matt Fibre
20 x 30 cm

Obra

Solidão Urbana 2, 2014

Fotografia – impressão sobre papel Hahnemuhle Matt Fibre
20 x 30 cm

Lidia Malynowskyj (SP)

Nascida em Santos (SP), ingressou em 2008 no curso de Artes Plásticas na Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, onde viveu até 2011. Depois, mudou-se para Bertioga, onde reside e trabalha. Selecionada para exposições coletivas como o Salão de Piracicaba, Praia Grande e Jataí. Participou de residências artísticas internacionais, na Islândia (2013) e Hungria (2015)

Obra

As três montanhas, 2015

Instalação – placa de Plexiglass, tinta acrílica, madeira, projector

Lucas Lugarinho Braga (RJ)

Aos 25 anos, vive e trabalha no Rio de Janeiro. Graduado pela Escola de Belas Artes da UFRJ em Pintura (2016), participou de exposições coletivas no Centro Cultural Calouste Gulbekian (RJ), Castelinho do Flamengo (RJ) e o Museo Del Chopo (Cidade do México). Em 2016 esteve na Cidade do México, por meio da bolsa Becas de Estancias Creativa, oferecida pelo governo mexicano.

Obra

Mitomania 17/04, 2016

Pintura – tela, tinta a óleo
106 x 91 cm

Obra
Mitomania 07/02, 2016
Pintura – tela, tinta a óleo
85 x 115 cm

Luciano Feijão (ES)

Mestre em Artes pela Universidade Federal do Espírito Santo, foi membro fundador do grupo Célula de Gravura, em 2009, com pesquisa em litografia. Participou de exposições individuais e coletivas em Vitória (ES), São Paulo (SP), Los Angeles (EUA) e Cidade do México (México). Produz ilustrações profissionalmente para livros, jornais e revistas desde 2003. Foi professor no Departamento de Artes Visuais / UFES e hoje coordena o NUPIE – Núcleo de Pesquisa em Ilustração Editorial / UFES / SESC.

Obra

Deserto Gráfico 10, 2012

Desenho – papel Canson, lápis, nanquim
59.4 x 42 cm

Luiz Guimarães (RJ)

Administrador de empresas formado pela Universidade Fumec (BH), com pós-graduação em Gestão Logística e Supply Chain pela Fundação Dom Cabral. De 2012 até 2016 foi diretor administrativo financeiro do Museu de Arte do Rio – MAR. É mestrando em História e Crítica de Arte pelo Programa de Pós-graduação em Artes (PPGARTES) da UERJ.

Obra
Cava, 2014

Escultura – concreto armado, vergalhão, tinta à óleo
82 x 121 x 22 cm

Marcela Antunes (RJ)

Graduada em Artes Visuais pela UERJ, Marcela Antunes atualmente cursa o Mestrado em Arte e Cultura Contemporânea na mesma instituição. Desde 2005 pesquisa relações entre as linguagens da performance e da fotografia. Participou de residências, festivais de performance e workshops no Brasil, Lituânia, Noruega, República Checa, Índia, México, Colômbia e Espanha.

Obra

De quando se cria suas próprias asas, 2014

Fotografia digital – impressão sobre papel fotográfico
70 x 100 cm

Obra

Da imaterialidade que aspiramos, 2014

Fotografia digital – impressão sobre papel fotográfico
70 x 100 cm

Natalie Mirêdia (ES)

Natalie Mirêdia nasceu em 1992 em Vitória (ES) e se formou em Artes Plásticas na UFES. Atualmente mora em São Paulo e trabalha como artista e produtora cultural no Performe-se Festival. Participou de mostras no Brasil e exterior, como New Worlds: Violence Remains de Video/Performance Latinoamericano (Helsinki) e Venice Experimental Video and Performance Art Festival (Veneza).


Obra

Fragmentos de um corpo, 2016

Instalação – fotografias (da série Facetas) e o vídeo Transmutações
72 x 102 cm

Natasha Ulbrich Kulczynski (RS)

Natasha Kulczynski nasceu e reside em Porto Alegre, é formada em Design e Artes Visuais, e atualmente cursa o mestrado em Artes Visuais pelo PPGAV (UFRGS). Participou do Projeto Cantigas do Mundo – Le Comptines á Traversle Monde, Espaço de Arte Sapato Florido, 2015; da exposição Expressões do Múltiplo, 2017; e coletivas na Pinacoteca Barão de Santo Ângelo.

Obra

Sem título (das séries deHaas e Explorações), 2015

Instalação – grafite sobre impressão fotográfica em papel Kodak fosco
194 x 260 cm

Paula Viana (SP)

Nascida em São Paulo em 1982, cidade onde graduou-se em Psicologia e vive até hoje, pela PUC-SP, em 2008. Atualmente trabalhando com criação em design gráfico, Paula Viana atua como professora de Arte e Experimentação para crianças e participa do Coletivo de Artistas da Casa Lumieiro.

Obra

Permeio, 2016

Instalação – livros, cadeiras, revisteiros
300 x 200 cm

Rafael Antonio Ghirardello (SP)

Natural de São Paulo, onde reside, Rafael Antonio Ghirardello é graduado em Comunicação das Artes do Corpo (PUC/SP), com habilitação em Teatro e Dança, e com licenciatura em Artes Plásticas pela USP. Atua como cenógrafo e aderecista de teatro, incluindo espetáculos como Cacilda !!!!! e Macumba Antropofágica, do Teatro Oficina. Realiza trabalhos em artes plásticas para o cinema, teatro e cubo-branco.

Obra

Sement Heart, 2015
Escultura
128 PEÇAS com 15 x 7 x 6 cm – cada

Sanzio Marden (SP)

Mineiro de Ponte Nova, cresceu em Belo Horizonte e trabalhou com Patrimônio Histórico nos Estados do Ceará, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. Formado em Artes Plásticas pela Escola de Artes Visuais Guignard, em Belo Horizonte, especializou-se em Arte e Educação pela Universidade Estadual Vale do Acaraú-CE

Obra

Hecatombe 1, 2 e 3 (tríptico), 2016

Pintura digital – impressão sobre placa acrílica
20 x 30 cm – cada

Talitha Filipe (DF)

Nascida em Brasília, onde se formou em Arquitetura e Urbanismo pela UNB e reside até hoje, Talitha Filipe iniciou em 2011 sua segunda graduação, em Artes Plásticas, na mesma instituição. Em setembro deste ano inicia o mestrado na Faculdade de Belas Artes na Universidade do Porto, Portugal, na área de Arte e Design para o Espaço Público.

Obra

Espacialidades, 2016

Intervenção – estrutura metálica, recortes de vinil adesivo
180 x 450 x 122 cm

Assessoria:

Grupo Informe Comunicação Integrada

Mateus Vasconcelos – (21) 99001-9915 [email protected]

CAIXA – Tel.(21) 3980-3096 / 4097

www.caixa.gov.br/agenciacaixadenoticias | @imprensaCAIXA

https://www.facebook.com/CaixaCulturalRioDeJaneiro

Fonte: Mateus Vasconcelos [email protected] em 24/05/2017