novo

Claudete Soares & Ayrton Montarroyos em única apresentação na Sala Municipal Baden Powell, no dia 18 de abril/2018, às 19 horas.


Claudete e Ayrton.

Claudete Soares & Ayrton Montarroyos se apresentam na Sala Municipal Baden Powell (Av. Nossa Senhora de Copacabana 360), em unica apresentação, no dia 18 de abril/2018, 4af 19h.

Duas grandes vozes de duas gerações diferentes se juntam num show que passeia pelo melhor da música popular brasileira de todos os tempos.

Um encontro inusitado que tem dado muito certo pelos palcos do Brasil com duas figuras muito originais da música brasileira.

E Então… Claudette Soares e Ayrton Montarroyos

Ela, um ícone da Bossa Nova, completou recentemente 80 anos e continua em forma, em plena atividade, e acaba de lançar o álbum “Canção de Amor”, inspirado no mais recente livro de Ruy Castro, que conta a história e as histórias do samba-canção.

Ele com apenas 22 anos, lançou no ano passado seu elogiado primeiro disco, depois de ter ficado famoso em todo Brasil sendo finalista da penúltima edição “The Voice”, chamando atenção pelo repertório refinado e pela personalidade de sua voz.

A idéia do encontro nasceu depois de uma apresentação na TV em que os artistas homenagearam Dalva de Oliveira, na ocasião do centenário da artista, em 2017.  O que parecia ser um encontro inusitado, se transformou numa parceria com muitas coisas em comum, principalmente no que diz respeito ao repertório e a paixão que os artistas possuem pelos grandes clássicos da MPB e pelo piano.

Para formatar o show, o produtor e idealizador do projeto, Thiago Marques Luiz convidou o renomado pianista Vitor Araújo, considerado um dos melhores do Brasil, da nova geração. Um acompanhamento perfeito para Claudette, a “cantora dos pianistas”, que lançou tantos músicos consagrados, como César Camargo Mariano e Eumir Deodato, e para Ayrton, que teve Vitor entre os arranjadores de seu primeiro disco.

Números solos e duos dão o tom do roteiro que passeia pelas últimas seis décadas da MPB e inclui alguns dos clássicos que consagraram a carreira de Claudette, como “De tanto amor” (Roberto e Erasmo Carlos) e “Hoje”(Taiguara), além de músicas de autores novos que estão no trabalho de Ayrton.

O repertório ainda traz músicas de Paulinho da Viola (Sinal Fechado), Gilberto Gil (Mancada), Marcos e Paulo Sérgio Valle (Garra), Vinicius de Moraes e Baden Powell (Samba em Prelúdio) e Luiz Gonzaga (Qui nem Jiló).

Quando o produtor cultural Thiago Marques convidou Claudette Soares e Ayrton Montarroyos para uma apresentação conjunta, ambos os cantores se questionaram sobre a proposta. “Tenho mais de 50 anos de carreira e ele 20 de idade. Além do mais, o rapaz tem quase 1,90 m de altura e eu, pouco mais de um 1,50m”, ponderou Claudette. Já o cantor pensou: “Eu sou tenor e ela contralto”. Daí ambos pensaram: “Será que vai dar certo?”.

E não é que deu!? Desde a primeira vez que se apresentaram juntos, a empatia e a sintonia entre uma das musas da Bossa Nova e o finalista do programa The Voice, da TV Globo, foi total.

Com 5 anos de idade, eu já ouvia Claudette no rádio”, diz Montarroyos. “Adorava ouvi-la, assim como a outros ídolos, como Dalva de Oliveira, Angela Maria e Cauby Peixoto. Neste show, mesclaremos grandes clássicos da música brasileira das décadas de 50, 60 e 70, com canções mais modernas que fazem parte do meu repertório.”

Nossa apresentação tem três momentos distintos”, conta Claudette. Em dois deles, Ayrton e eu cantamos sozinhos e, em outro, formamos um dueto, no qual os versos das canções mostram a admiração que temos mutuamente, como em “Samba em Prelúdio”, de Vinicius de Moraes e Baden Powell, e “Você”, de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli.

CLAUDETTE SOARES é uma dos mais importantes personagens da bossa nova. Começou sua carreira no final dos anos 1950, quando foi convidada por Sylvinha Telles para substituí-la como cantora do Plaza (RJ). Na casa noturna, dividiu o palco com Luís Eça, João Donato, Baden Powell e Milton Banana, entre outros músicos.

Gravou dezenas de discos (alguns deles com se parceiro Dick Farney) e teve quase todos eles relançados em CD na Europa e no Japão. No momento trabalho “Canção de Amor”, seu novo CD inspirado no mais recente livro de Ruy Castro, “A Noite do Meu Bem”, que conta a história do samba-canção.

Ayrton Montarroyos ficou famoso por suas interpretações televisivas de clássicos da música nacional, como “Força Estranha” e “Carinhoso”, no programa “The Voice Brasil”, onde foi vice-campeão. Automaticamente, foi alçado ao posto de ícone do resgate desse belo cancioneiro nacional. Só que esta é uma visão diminuta de sua capacidade. 

O repertório do seu disco alterna novos compositores com clássicos da música brasileira, como em “Alto Lá”, de Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Sombrinha, pagode com letra séria transformado em tango com arranjo do incrível Artur Verocai. Ayrton extrai simplicidade e sossego de “Vamos Ficar Sol”, composição de Tibério Azul. Se ele foi alçado ao posto de esperança do resgate de canções dos conhecidos anos dourados, esta deixa de ser uma verdade indissolúvel com “E Então”, composta pela mesma geração de Ayrton, de Tiné. Suas leituras, essas sim têm aquele toque de bom gosto dos anos de ouro da cultura brasileira, apesar de ser uma música composta nos últimos anos.
O lado dramático de Ayrton fica exposto em “Não me Arrependo”, de Caetano Veloso. Talvez o (magistral) piano de Vitor Araújo seja uma das vozes da canção. Trabalho intrincado do produtor Thiago Marques Luiz, conhecido por trabalhar com grandes nomes da música como Cauby Peixoto e Ângela Maria. Engraçado é que até Marques Luiz sai da sua zona de conforto nesse disco. Percebe-se um produtor atento ao tempo e sensível as aparentes (e boas) mudanças de rota que Ayrton toma no meio do seu trilhar.

Serviço:

CLAUDETTE SOARES & AYRTON MONTARROYOS

Data: Dia 18 de Abril/2018

Quarta Feira 19h

Local: Sala Municipal Baden Powell

Av. Nossa Senhora de Copacabana, nº 360 – Copacabana

Capacidade: 489 lugares

Preço dos Ingressos: R$ 80,00 / R$ 40,00 (estudantes, jovens até 21 anos e a partir de 60, moradores de Copacabana e usuários do MetroRio).

Venda de ingressos na bilheteria do teatro ou pela Ticket Mais

Duração: 70 minutos

Classificação: Livre

Gênero: Show Musical

Assessoria de Imprensa: João Luiz Azevedo – Tel. (21) 98481-0933

Produção – Assessoria de Imprensa e Marketing

Fonte: João Luiz Azevedo – [email protected] em 06/04/2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *